fbpx
Colesterol - Dr. Barakat
Uma Visão Sobre Colesterol
12 de agosto de 2019
O que é Low Carb
LOW CARB – entenda o que é este conceito e seus benefícios
15 de agosto de 2019

Sono e Estresse

A qualidade do sono é um dos quatro pilares que balizam uma vida saudável. Ele é uma das colunas de sustentação, juntamente com alimentação e intestino saudável; exercícios físicos; e equilíbrio corpo, mente e espírito.

Já parou para refletir o quanto uma noite mal dormida pode afetar seu organismo, seu rendimento nas atividades do dia posterior? Dormir bem é algo que considero tão essencial quanto uma alimentação saudável, e sabem por quê? Não adianta você praticar exercícios, comer bem e depois ter uma noite horrível de sono, pois seu corpo não se restaura desta forma.

Não são exatamente as oito horas de sono que irão afetar a qualidade da sua noite, mas o quanto o seu corpo é capaz de realmente “descansar” por assim dizer. Ou seja, falo de qualidade de sono e descanso do corpo, quando quero dizer sobre o estágio restaurador em que nosso organismo entra quando estamos dormindo de verdade. Mas o que é este “sono de verdade”? Não é aquele que você tem depois de um dia cansativo, estressante ou quando a alimentação é ruim, e estou considerando o fato de que o tempo que cada pessoa precisa dormir, inclusive, é apenas uma estimativa geral, já que cada organismo e estilo de vida são únicos.

Estou me referindo à manutenção e conservação de energia, amadurecimento do sistema nervoso central, fortalecimento do sistema imunológico, consolidação da memória, além da função termorreguladora e relaxante da musculatura, sendo que tudo isso são as principais funções de uma boa noite de sono. Trazer o organismo de volta à condição em que se iniciou o dia após a jornada de obrigações que se tem no decorrer dele é como se a gente desse um “restart” no corpo, e por isso ele tem condições de começar o dia bem e capaz de realizar todas as tarefas que nós propusermos.

verdade é que nosso organismo precisa de um sono reparador, tanto quanto necessita do ar que respiramos. O sono adequado é uma parte fundamental de um estilo de vida saudável, e pode beneficiar positivamente seu coração, peso, mente, e muito mais.

A privação do sono pode causar danos ao seu corpo no curto prazo. Com o tempo, isso pode levar a problemas crônicos de saúde e impactar negativamente na sua qualidade de vida. Quando você está privado de sono, o cérebro pode não funcionar corretamente, afetando suas habilidades cognitivas e seu estado emocional. Se a privação do sono de qualidade for “constante” pode impactar no bom funcionamento dos sistemas nervoso central, autoimune, respiratório, digestivo, imunológico e cardiovascular. Com isso, pode colocar seu organismo em risco de desenvolver doenças crônicas.

Quem não tem uma boa noite de sono pode ter o raciocínio prejudicado, render menos no trabalho e sofrer com muito mais cansaço. Além disso, está mais sujeito a infecções, obesidade, hipertensão e diabetes.

Além desses problemas, não ter um sono de qualidade implica em uma maior dificuldade no ganho de massa muscular, queima da massa gorda, uma menor fixação da memória, redução da qualidade do sistema imunológico e aumento do cortisol.

Os sinais mais óbvios de privação do sono são sonolência excessiva, bocejando, e irritabilidade. O “segredo” para dormir bem é estabelecer uma rotina que faça seu cérebro entender que seu corpo irá relaxar em poucas horas. Por isso, hábitos que sigam essa linha são bem vindos, tais como escutar músicas com batidas mais lentas, não comer alimentos gordurosos (para que o corpo não demore na digestão e consiga se “preparar” para dormir), não utilizar muito smartphones ou aparelhos tecnológicos a noite, bem como realizar atividades que passem a informação de descanso para o seu organismo.

Estresse e sono: qual a ligação?

Apesar do hábito de dormir ser algo completamente natural, nem sempre é tão fácil quanto parece. E, um dos maiores inimigos da qualidade do sono é o estresse.

Mas, afinal, o que é o estresse? O estresse é o novo e maior mal do século. Ele pode ocasionar diversas reações no corpo como o aumento do batimento cardíaco, da respiração e da pressão arterial. Antigamente, o estresse poderia ser um encontro com um animal feroz, atualmente, no entanto, a correria do dia a dia e a vida na cidade acabam sendo os grandes vilões.

O estresse gera a secreção abundante, pela glândula suprarrenal, de um hormônio chamado cortisol. Este nos prepara para situações de adversidades – emocionais ou físicas -, nos carregando de energia. E, como já vimos, quando não “desligamos” para aquilo que ocorre ao nosso redor, fica difícil “desligarmos” para alcançarmos um sono reparador para o organismo.
Acreditem: o travesseiro não é o lugar para colocar as ideias no lugar e tentar encontrar soluções para resolver situações de adversidades. A cama e seus componentes são ferramentas para proporcionar um ambiente propício para uma boa noite de sono. Entretanto, de nada adiantará se você levar consigo todos os fantasmas e monstros. Tarefa difícil, eu sei. Requer um exercício mental, um equilíbrio que conta com um conjunto de fatores: desde boa alimentação (com comida de verdade), até meditação e outros subterfúgios que podemos lançar mão para reduzir o ritmo da mente, sobretudo, após um dia cheio!

Aprendi que após uma boa noite de sono, fica mais fácil tomar decisões no dia seguinte, pois pudemos renovar nossa mente e ver as coisas com mais clareza do que permanecendo no “olho do furacão”.


Como vai seu Sono?

Como Dormir Melhor?

WhatsApp chat