Blog

Home > Medicinatitle_li=Reportagens > Pré-Diabetes: um sinal de alerta para mudanças

Publicado em 16/11/2016

prediabetesSe há uma coisa que qualquer pessoa deva saber sobre o diabetes é que o diagnóstico precoce é importante, pois o tratamento evita suas complicações! E que o título é completamente para alertar a população, uma vez que o diabetes é quase assintomático. Muitas vezes, as pessoas ou ignoram os sinais do corpo ou realmente não percebem que estão com alguma coisa errada. Para quem ignora, só vai entender que a “coisa ficou séria” quando há um aumento da circunferência abdominal e da gordura visceral. Os mais negligentes podem passar tempos sem se darem conta de algo está errado, principalmente porque o pré-diabetes não tem sintomas também! Há a questão da hereditariedade, mas isto já não é uma desculpa e quem me segue há tempos, sabe! Falo muito sobre epigenética, que é justamente o poder que temos para mudar nossas condições genéticas. Irei falar mais profundamente sobre o assunto no final desta semana, porém já adianto que nossos hábitos são capazes de reverter quaisquer doenças que já somos pré-dispostos a adquirir ao longo da vida.

É essencial entender alguns dos principais sintomas, uma vez que aproximadamente metade dos portadores de diabetes tipo 2 desconhecem sua condição, portanto preste atenção neste post! Os sintomas mais comuns são: sede excessiva, aumento do apetite, perda de peso (mesmo em pessoas obesas, onde a perda de peso ocorre ainda com a ingestão excessiva de alimentos), cansaço, vista embaçada e ocorrência de infecções frequentes (destaque para as que ocorrem na pele).No diabetes tipo 2 estes sintomas quando presentes se instalam de maneira gradativa e muitas vezes podem não ser percebidos pelas pessoas. Já o pré-diabetes não é propriamente um diagnóstico, mas sim um estado de risco aumentado para o aparecimento de diabetes tipo 2. Pessoas com níveis de elevados de glicose (açúcar no sangue), obesidade e forte história étnica ou familiar de diabetes, podem ser consideradas de risco. Uma pessoa é propensa a ter diabetes quando apresenta alterações no metabolismo da glicose, isto é, níveis elevados de glicose de jejum ou hemoglobina glicada, além da tolerância diminuída à glicose. Quaisquer que sejam os sintomas, um médico deve ser procurado imediatamente para realização de exames que esclarecerão o diagnóstico