Blog

Home > Medicinatitle_li=Nutrologiatitle_li=Reportagens > Alimentos anti-inflamatórios: a comida como aliada

antiinflamatóriosA maioria das doenças autoimunes está ligada à inflamação excessiva no corpo, como já mencionei nessa semana. Essas inflamações são causadas, em grande parte, pelos alimentos que colocamos em nossos corpos.

A boa notícia é que existem alimentos que ativam o nosso sistema imunológico, agindo como anti-inflamatórios e combatendo esse processo de forma natural.

Esses alimentos são extremamente benéficos para a limpeza interna do nosso corpo, por serem um conjunto heterogêneo de substâncias formadas por vitaminas, minerais, pigmentos naturais e outros compostos vegetais, além das enzimas, que bloqueiam os danos dos radicais livres.Aliando esses itens à sua dieta, é possível prevenir doenças e combater essas inflamações. Vamos conhecer alguns dos mais importantes:

Peixes: os mais ricos em óleos naturais, como o salmão, atum e sardinhas, são excelentes para reduzir a inflamação, devido à grande quantidade de ômega-3 nesses peixes. Para funcionar, porém, precisa ser preparado de maneiras saudáveis, sem adição de sal e sem ser frito.

Brócolis: um dos melhores compostos naturais para combater doenças são os sulforafanos, que estão presentes nos brócolis. Eles ajudam no combate à inflamação exagerada do sistema imune. Pra quem não gosta de brócolis, o repolho também tem as mesmas propriedades. A vitamina C contida neles também é um agente anti-inflamatório e ajuda a diminuir a proteína C reativa em até 45%.

Tomate: contém licopeno, que ajuda a combater a inflamação dos pulmões e de outras partes do corpo. Quando ele é cozido ou passa por algum preparo, isso eleva a concentração desse composto, então os molhos também funcionam!

Beterraba:  Além da betalaína, pigmento que dá a cor roxa, ser um ótimo composto anti-inflamatório, ela contém antioxidantes, vitamina C e fibras.

Pepino: diurético natural e anti-inflamatório que ajuda a eliminar as toxinas, além de ser rico em vitaminas A e C, e sais minerais.

Abacate: o abacate possui em sua composição uma substância de ação anti-inflamatória, o beta-sitosterol, que faz com que as células exerçam melhor suas funções.

Melão: importante na alcalinização do pH sanguíneo e anti-inflamatório. Suas sementes podem ser trituradas, garantindo maior fornecimento de fibras.

Suco de uva integral: antioxidante e anti-inflamatório.

Nozes: além de ajudarem a combater a inflamação, os antioxidantes das nozes colaboram com a reparação dos tecidos que foram danificados por ela. Junto com os peixes e os vegetais de folhas verdes, elas fazem parte da dieta do mediterrâneo, que é mundialmente conhecida por abaixar os níveis inflamatórios do organismo.

Gengibre e cúrcuma: ambos os temperos têm propriedades anti-inflamatórias. A cúrcuma, aquele tempero que dá ao curry sua cor amarela, mostrou aos cientistas que ajuda a “desligar” uma proteína que regula o sistema imune, a NF-kappa B, e assim, regula a inflamação.

Alho: seu poder de combate à inflamação e doenças já é conhecido há muito tempo. Ele funciona tão bem que a sua ação no organismo é comparável a medicamentos como o ibuprofeno, impedindo que as reações que levam a inflamação aconteçam no corpo.

Azeite de oliva: rico em gorduras monoinsaturadas, que possuem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. O extravirgem possui taxa de acidez inferior a 1%.

A natureza é sábia e podemos dispor dela para alcançar o alívio de sintomas de todo tipo de doença quando não a cura total. Vamos aprender a utilizar esse recurso em nosso favor!

ANTIOXIDANTES.850x315